Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um ar de sua Graça

Era uma vez um espelho dourado…

IMG_7757.jpg

 

Era um antigo espelho dourado que veio da casa dos meus sogros. Gosto dele desde sempre. É elegante, de boa qualidade, em excelente estado de conservação. E de um ouro velho que assinalava a passagem do tempo.

 

Quando a minha filha começou a decorar a casa dela perguntei-lhe se o queria. Como anda em contenção de custos, tudo o que vier de graça é bem vindo.

Olhou para mim de esguelha… Olhou para o espelho como se o visse pela primeira vez, examinou-o de perto e de longe, equacionando-lhe as potencialidades. Depois sentenciou:

 

- Gosto dele mas dourado nem pensar! Podias pintá-lo.

- Pintá-lo? Vou assassiná-lo!!! – retorqui.

 

Depois de muito pensar, meti mãos à obra. Usei tinta Chalk Paint que tem a particularidade de não precisar de uma preparação prévia da madeira. Evita as lixadelas que fazem uma poeirada desgraçada. A peça só precisa de estar impecavelmente limpa para que a tinta tenha uma boa aderência.

 

Et voilá…! Lá está ele agora completamente transformado na parede de entrada da casa da Margarida. Mas deu-me algum trabalhito!

 

IMG_7762.jpg

IMG_7756.jpg

 

A Lena do Era uma vez, com o seu olhar clínico, especialista no assunto e inquestionável mestria deve estar a levar as mãos à cabeça … com o assassinato do espelho da minha sogra. Lena, desculpe lá…

 

Podem também seguir-me no Instagram!

 

 

8 comentários

Comentar post